Pollen Parque celebra 2 anos de impacto no oeste catarinense

3  min

Durante o mês de maio, o Pollen Parque Científico e Tecnológico comemora dois anos de atividade. Mantido pela Fundeste/Unochapecó, a estrutura é responsável por estabelecer a conexão entre o conhecimento, os negócios, a sustentabilidade e o desenvolvimento humano. O Pollen Parque, onde projetos idealizados por membros da comunidade regional ganham impulso, tem se estabelecido como parte importante do circuito de pesquisa e desenvolvimento no estado de Santa Catarina.

Ao longo destes dois anos, mais de 40 empresas e mais de 18 mil pessoas foram impactadas por essas conexões, e esses número não param de crescer. Os espaços para inserção de empresas, em diferentes níveis, estão completamente ocupados, e os espaços de uso comum recebem eventos durante todo o ano. O professor Rodrigo Barichello, diretor do Pollen Parque, destaca o papel de ligação entre os atores do ecossistema de inovação.

“Estamos celebrando o segundo aniversário de operação do Pollen Parque Científico e Tecnológico. É um momento de reflexão sobre o longo caminho percorrido, as conquistas alcançadas e a importância dessa iniciativa para o desenvolvimento científico, tecnológico e econômico da nossa região. Promovemos o fortalecimento da conexão entre a academia e o setor produtivo, fomentando a transferência de conhecimento e tecnologia. As parcerias estabelecidas entre universidades, centros de pesquisa e empresas têm impulsionado projetos conjuntos de pesquisa e desenvolvimento, a atração e desenvolvimento de novos negócios e investimentos tem gerado empregos qualificados, impulsionando a economia local e contribuindo para a criação de um ecossistema empreendedor dinâmico”, aponta Barichello.

O sucesso de um trabalho com tal alcance passa pelo apoio da sociedade local como um todo. Além da Unochapecó e da Fundeste, instituições mantenedoras do parque, também são parceiros o governo do estado de Santa Catarina, associações e iniciativas regionais na indústria, no comércio e demais membros do setor produtivo. Atualmente, o Pollen conta com 13 empresas em trabalho de incubação e deve ver seis projetos alcançarem o mercado ainda em 2023.

Para Barrichello, a forma como o Oeste catarinense abraçou o Pollen Parque é o que permite projetar ainda mais a inovação a partir dos negócios criados no espaço. “Ao completarmos esses dois anos de operação, não podemos deixar de agradecer a todos os envolvidos nessa jornada. A dedicação, o comprometimento e o espírito colaborativo de cada um têm sido fundamentais para o sucesso do Pollen Parque Científico e Tecnológico. Estamos no meio de uma jornada que promete transformar a nossa região em um polo de referência na inovação e no empreendedorismo”, finaliza.

Tradição

O reitor da Unochapecó, professor Claudio Alcides Jacoski, relembrou que embora o Pollen Parque Científico e Tecnológico tenha completado dois anos de instalação, a Universidade tem décadas de tradição no desenvolvimento de projetos de vanguarda. Jacoski ressalta que no momento atual, as iniciativas têm conseguido se internacionalizar e causar um impacto ainda maior no cenário econômico não só do Oeste catarinense como no mundo.

“Para nós, é um motivo de alegria, de comemoração por conta de estarmos fazendo muitas entregas a partir desse projeto. Nossa IncTech, a incubadora tecnológica, está com uma caminhada de 20 anos. O Pollen tem sido um ponto de visita para escolas da nossa região que querem conhecer este meio de promoção do empreendedorismo. Dois anos representam toda a caminhada que a gente fez aí de mais de 15 anos de projeto, com empresas que já começam a se internacionalizar, a ganhar um porte e eu tenho certeza que ficará marcado na história de Chapecó a presença desse mecanismo de desenvolvimento para toda nossa região”, pontua.

Celebrações

Entre os dias 20 e 25 de maio, o parque receberá uma série de eventos para celebrar seu segundo aniversário, a Pollen Week. A ideia é apresentar iniciativas do Parque, e também promover momentos de descontração e de networking. A programação começa no sábado (20), com a realização da Maratona Fotográfica (link), em parceria com o curso de Jornalismo da Unochapecó, que completa 25 anos neste ano (link).

Na terça-feira (23) pela manhã, acontece o Pollen Breakfast, que irá reunir gestores da Universidade, CEOs de empresas residentes, colaboradores, autoridades e representantes dos setores regionais. À noite, será realizado o lançamento da parceria entre o Ministério Público de Santa Catarina e o Observatório do Pollen. Ambos serão apenas para público interno e convidados.

Já na quarta-feira (24), o Pollen Parque abre as portas para receber visitantes de toda a comunidade, que poderão conhecer a estrutura e as atividades realizadas no espaço. Para finalizar a semana de comemorações, a quinta-feira (25) será de festa, com a 1ª Noite Cultural do Pollen, com apresentações artísticas e a premiação dos vencedores da Maratona Fotográfica.

Compartilhe

Final do Start Mais movimenta oeste e premia equipe escolar com projeto inovador

Unochapecó é reconhecida como a 9° universidade mais empreendedora do Brasil

Pollen Parque promove evento regional inédito sobre mobilidade elétrica

Junte-se a nossa lista de leitores.

Receba em primeira mão dicas e novidades sobre o Pollen Parque Científico Tecnológico!

    Deseja receber e-mails sobre os serviços do Pollen? Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento.